Projetos de petroleiras podem liberar R$ 240 bi

Lista inclui tanto empreendimentos engavetados quanto aqueles que ainda não receberam a aprovação interna

O diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Décio Oddone, disse que as petroleiras que operam no Brasil possuem em carteira uma série de projetos que podem destravar investimentos de R$ 240 bilhões em até sete anos.

A estimativa, segundo ele, contempla projetos pendentes em áreas já contratadas, em contratos da cessão onerosa, ou áreas unitizáveis, por exemplo. A lista inclui tanto empreendimentos engavetados quanto aqueles que ainda não receberam a aprovação interna das equipes técnicas das petroleiras, por diversos motivos.

“[Criar condições para] destravar esses investimentos é nossa prioridade absoluta no curtíssimo prazo”, disse Oddone, durante apresentação na Federação das Indústrias do Estado de Rio de Janeiro (Firjan).

Segundo ele, caso saiam do papel, esses projetos poderiam gerar esses investimentos na fase de desenvolvimento da produção, em cinco a sete anos, e demandar a instalação de cerca de 20 plataformas.

Para além dos recursos a serem aplicados em áreas já contratadas, a ANP estima que as novas rodadas, previstas até 2019, possam gerar investimentos de US$ 80 bilhões no longo prazo. Só as áreas que fazem limite com o Estado do Rio de Janeiro podem demandar aportes de US$ 30 bilhões.

Valor Econômico

 Fonte: Macaé Offshore

893652_602446906450938_1172402273_o


MBP-COPPE/UFRJ formando especialistas em petróleo desde 1998 - mbcursos.coppe.ufrj.br

Comentários